tradução

Cesare Pavese

traduzido por Dirceu Villa




 

A morte virá e terá os teus olhos

 


A morte virá e terá os teus olhos —
essa morte que nos acompanha
de manhã à noite, insone,
surda, como um velho remorso
ou um vício absurdo. Os teus olhos
serão uma inútil palavra,
um grito calado, um silêncio.
Assim os vês toda manhã
quando a sós tu te espias
no espelho. Ó, cara esperança,
neste dia até nós saberemos
que és a vida e és o nada.
 
Para todos a morte guarda um olhar.
A morte virá e terá os teus olhos.
Será como deixar um vício,
como ver no espelho
ressurgir um rosto morto,
como escutar lábios fechados.
Desceremos mudos ao abismo.


 


Verrà la morte e avrà i tuoi occhi



Verrà la morte e avrà i tuoi occhi

questa morte che ci accompagna
dal mattino alla sera, insonne,
sorda, come un vecchio rimorso
o un vizio assurdo. I tuoi occhi
saranno una vana parola,
un grido taciuto, un silenzio.
Così li vedi ogni mattina
quando su te sola ti pieghi
nello specchio. O cara speranza,
quel giorno sapremo anche noi
che sei la vita e sei il nulla
Per tutti la morte ha uno sguardo.
Verrà la morte e avrà i tuoi occhi.
Sarà come smettere un vizio,
come vedere nello specchio
riemergere un viso morto,
come ascoltare un labbro chiuso.
Scenderemo nel gorgo muti.





 

Cesare Pavese (1908-1950) foi prosador, poeta e tradutor. Nasceu em Santo Stefano Belbo, nas Langhe (província de Cuneo), tendo-se mudado ainda em criança para Turim. Passou um ano na prisão em Barcaleone (Reggio Calabria), comprometido por amigos políticos. Escreveu tese de licenciatura sobre Walt Whitman. Traduziu para o seu idioma, entre outros, Charles Dickens, Herman Melville e James Joyce. Suicidou-se em Turim, em 1950. O poema acima traduzido encontra-se no livro póstumo Verrà la morte e avrà i tuoi occhi (1951).



Dirceu Villa nasceu em São Paulo, em 1975. Como poeta, publicou os livros MCMXCVIII (1998), Descort (2003) e Icterofagia (2008). Traduziu e anotou o livro de poemas Lustra (1916), de Ezra Pound, que permanece inédito. Possui ensaios, poemas e traduções publicados no México, Estados Unidos e País de Gales.

Blog: O Demônio Amarelo.


 

 

[revista dEsEnrEdoS - ISSN 2175-3903 - ano III - número 10 - teresina - piauí - julho agosto setembro de 2011]

 
 
dEsEnrEdoS está indexada em:

  Site Map